(31) 9 8933-2498

Desembolsos da Vale em Minas Gerais ultrapassaram US$ 6 bilhões em 2017


01/03/2018 às 10h03

Os desembolsos da Vale em Minas Gerais em 2017 somaram US$ 6,1 bilhões, entre custeio e investimentos, aumento de 23% em relação a 2016, ano em que foram desembolsados US$ 5 bilhões. Somente no quarto trimestre foi desembolsado US$ 1,6 bilhão. Os desembolsos cobrem áreas como minério de ferro, logística ferroviária, energia, produção de pelotas e manganês.

Os investimentos socioambientais foram de US$ 137,2 milhões em 2017, acréscimo de 128% em relação aos desembolsos observados em 2016, que foram da ordem de US$ 60,1 milhões.

Minério de ferro

Em Minas Gerais, o Sistema Sudeste (Itabira, Mariana e Minas Centrais) e o Sistema Sul (Paraopeba, Vargem Grande e Minas Itabirito) produziram, respectivamente, 108,5 milhões de toneladas e 86,4 milhões de toneladas de minério de ferro em 2017.

De forma global, a produção de minério de ferro da Vale atingiu o recorde de 366,5 milhões de toneladas em 2017, ficando 5,1% acima de 2016, devido, principalmente, ao ramp-up do projeto S11D, que segue conforme o planejado, e à maior produção na planta Conceição I no Sistema Sudeste, cujo ramp-up foi concluído em 2016.

A Vale reafirma que seu guidance de produção para 2018 permanece em torno de 390 milhões de toneladas, conforme previamente anunciado em dezembro do ano passado.

Pelotas

A produção de pelotas em unidades de Minas Gerais fechou em 10,2 milhões de toneladas, com a usina de Vargem Grande chegando a 6,4 milhões e Fábrica a 3,8 milhões.

A produção anual de pelotas da Vale atingiu o recorde de 50,3 milhões de toneladas em 2017, ficando 8,9% maior do que em 2016, devido, principalmente, à maior produtividade e ao menor número de paradas programadas de manutenção.

 

O guidance de produção de 55 milhões de toneladas anunciado no fim do ano passado foi reafirmado.  

Manganês

A produção de Morro da Mina, localizada em Conselheiro Lafaiete, que teve suas operações retomadas em outubro de 2016, totalizou 81 mil toneladas em 2017. A produção de minério de manganês no Brasil totalizou 2,2 milhões de toneladas em 2017.

A produção de ferroligas da Vale totalizou 146 mil toneladas em 2017, ficando 17,7% acima do registrado no ano anterior, resultado de aquisição de energia elétrica a preços competitivos para a planta de Barbacena, retorno das operações da unidade de Ouro Preto em setembro de 2017 e mais disponibilidade e utilização dos fornos 10 e 11 da unidade de Simões Filho (BA).

EFVM

A Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) transportou 144,5 milhões de toneladas de produtos variados, dos quais 122,3 milhões foram de minério de ferro. Além do minério, passaram pelas linhas da ferrovia aço, carvão, soja, milho e combustíveis, entre outros.

O trem de passageiros da Estrada de Ferro Vitória a Minas superou a marca de 1 milhão de passageiros transportados em 2017. A estação de Belo Horizonte foi a que registrou maior movimento, com 252 mil passageiros embarcados. Outras 248 mil pessoas chegaram a BH pelo modal ferroviário no ano passado. O trem é o único de longa distância diário do Brasil.

Fonte: www.vale.com/saladeimprensa


Voltar

Confira também: