(31) 9 8933-2498

Seminário sobre Plano de Ação de Saúde ressalta a importância da comunicação entre Gestão e População


07/11/2019 às 14h37

Gestores de saúde de 32 municípios foram convidados pela Prefeitura para participar do Seminário de Mobilização dos Municípios Mineiros Atingidos pelo Rompimento da Barragem de Fundão, que foi realizado pela segunda vez em Mariana, nessa quarta-feira, 6 de novembro, no Centro de Convenções. O objetivo do evento foi desenvolver, avaliar e discutir Planos de Ação de Saúde, a fim de garantir o bem estar e a qualidade de vida dos afetados pelo rompimento. Sete municípios se comprometeram a produzi-lo no prazo de 80 dias, sendo eles: Aimorés, Bom Jesus do Galho, Galileia, Governador Valadares, Ponte Nova, Resplendor e Tumiritinga.

As discussões do Seminário foram pautadas pelo Plano de Ação de Saúde desenvolvido pela Prefeitura de Mariana. Na sua segunda versão, o texto é referência para os demais municípios em consequência do êxito das ações descritas nele. Segundo o secretário municipal de Mariana, Danilo Brito, os bons resultados do Plano são frutos da integração da pasta com os atingidos. "Precisamos cuidar dos nossos marianeses. Alguns moram perto das áreas afetadas e é importante monitorá-los. Não sabemos as consequência dessa proximidade nem a influência do rompimento na água e nos alimentos consumidos por essa população", comenta Danilo.

O procurador da República, Edmundo Antonio Dias, ressaltou a importância de enxergar o Plano de Ação de Saúde como aberto, sempre em construção, para que ele seja eficaz. "Planejar é estabelecer prioridades. As prioridades aparecem a cada dia, o administrador público se coloca à frente dos dias para que, no tempo certo, ofereça as respostas adequadas. Novos tratamentos podem vir a ser buscados pela população atingida. Novas medidas de prevenção de adoecimentos precisaram ser implementadas", pontua o procurador que definiu o Plano de Mariana como essencial para a saúde pública. 

A integrante da coordenação regional dos Atingidos pelo Rompimento da Barragem de Fundão do Vale do Aço, Rafaela Pereira, parabenizou a atual gestão municipal pelo Plano de Ação de Saúde e pela realização do Seminário. "É uma forma de trocar experiências e tirar dúvidas. Os debates nos auxilam no desenvolvimento de outros planos de saúde", parabeniza Rafaela. 

Estiveram presentes no Seminário: o prefeito do município, Duarte Junior; o vereador, Juliano Duarte; a assessora técnica de coordenação socioeconômica do Rio Doce, Cristiany Dias das Chagas; o procurador da República, Edmundo Antonio Dias; a representante dos atingidos de Barra Longa, Simone Silva; o secretário de saúde do Rio Doce, Rodrigo Leite; a secretária de saúde de Barra Longa, Raquel Gonçalves. 

O SEMINÁRIO - Foi idealizado e desenvolvido pela Câmara Técnica de Saúde de Mariana em 2017. O evento é realizado mensalmente e, em cada edição, um município mineiro atingido pelo rompimento o sedia. Até o momento, o objeto do Seminário é auxiliar os gestores de saúde municipais a desenvolver Planos de Ação de Saúde.

FOTO: MARCELO CARDOSO l PREFEITURA DE MARIANA


Voltar

Confira também:





CNPJ: 09.621.428/0001-26
Agência Minas de Radiojornalismo
Rua Dom Viçoso, 217. Mariana - MG.